Melhores Violonistas do Brasil e do Mundo

Grandes Violonistas Brasileiros

É impossível falar de grandes violonistas brasileiros sem lembrar nomes como Yamandu Costa, Robson Miguel, Paulinho Nogueira, Raphael Rabello, dentre muitos outros até menos famosos da atualidade e de outras epocas, entretanto a grande verdade é que se fosse possível mensurar quem é melhor poderíamos ter vários meios de comparações que em momentos apontariam para um ou para outro, por isso eu prefiro inicialmente defender a arte e a beleza da música como a melhor.

 Grandes Violonistas do Mundo

Além de alguns violonistas brasileiros que citamos, temos uma imensidão de outros grandes referências do violão por todo o mundo, isso tanto na atualidade quanto em outras épocas e em vários gêneros musicais diferentes, entretanto para quem quer escutar as grandes referências mundiais, não posso deixar de citar violonistas sensacionais como Paco de Lucia, Al Di Meola, Andrés Segovia, Tommy Emmanuel e o novamente o brasileiro Yamandu Costa como músicos que com certeza estão no topo da lista de muitos críticos como os melhores violonistas do mundo.

 Melhores Músicos no Violão – Isso Existe Mesmo?

Muitas pessoas que tocam violão gostam de fazer comparações e por isso defendem que um violonista é melhor do que o outro, ou procuram sempre saber qual o melhor violonista do mundo. Para tratar desse assunto trago argumentos que te farão pensar se realmente isso existe e se é viável dizer que um músico toca violão melhor do que outro, e se tal comparação faz bem e acrescenta algo a nós.

Para que entenda bem o que quero passar, você deve entender que no estudo da música e do violão existem vários pilares como o estudo de técnicas, percepção, composição, improvisação, rítmica, harmonia, melodia, conhecimento do instrumento, dentre outros. Dentro de todos esses pilares temos diversos estudos práticos e teóricos que podemos aplicar de várias formas em diferentes ritmos musicais do mundo, isso de acordo com a ideia de cada música, banda, tipo de violão usado e etc. Quando surgem novas formas de tocar músicas no violão, vão surgindo também novas teorias musicais, porque a teoria nasce de experiências práticas e/ou físicas. Dentro de tudo isso ainda existe a forma com que cada estudo teórico ou prático vai ser mesclado e utilizado em cada música, e isso parte da característica individual do violonista que vai passar algum tipo de expressão quando tocar, e essa “expressão na mão” está relacionada também a força utilizada, combinação de teorias e técnicas, ideias do músico, domínio do que está fazendo e assim por diante.

Para você ter uma ideia da dimensão da música e do violão, se eu tomar como exemplo apenas uma técnica como a palhetada alternada que está dentro das milhares que existem, eu não conseguiria nem mesmo medir qual músico é melhor nessa técnica, porque dentro dela existiriam vários parâmetros como velocidade, precisão, controle, dinâmica e muitas outras coisas dentro de todos os pilares da música, isso dentro de vários ritmos, dependendo da ideia passada por cada música, de cada tipo de violão utilizado e dependendo também de tudo o que falamos que é estudado, aplicado e mesclado nas matérias da música e do violão. Sendo assim, para falar qual violonista é melhor do que o outro eu precisaria compara-los em todos os parâmetros de todas as formas possíveis e dentro de cada parâmetro teria ainda que definir o que é melhor ou não, para saber realmente qual violonista tem mais pontos positivos do que o outro. Como ninguém pode dizer o que é melhor ou comparar o potencial de músicos em todos os parâmetros, não se pode dizer qual violonista é melhor do que o outro.

O máximo que você pode observar é o nível de cada músico dentro de “alguns parâmetros” que vão definir se ele é iniciante, médio ou avançado, mas observe isso apenas por questões de estudo e não por competição, pois os músicos avançados tendem a ter mais a te acrescentar dentro do assunto no qual eles estão avançados, porém é possível que um violonista avançado em técnica não seja avançado em percepção ou em leitura rítmica por exemplo.

 Conclusão

A música é uma arte, e na arte não se pode dizer o que é melhor ou não, pois não se pode saber o que é mais belo ou não, já que isso varia de cada pessoa ou de cada momento. Se eu te perguntar: “_Qual é mais bonita, uma flor azul ou uma árvore de flores vermelhas? ”você provavelmente não saberá responder, pois a beleza simplesmente não se compara, não se mede e com a arte da música e do violão funciona da mesma forma. 

Slide1

Melhores Violonistas do Brasil e do Mundo
Média 4.8 - 122 votos

Recomendados Para Você:

2 thoughts on “Melhores Violonistas do Brasil e do Mundo

  1. REALMENTE É MUITO DIFÍCIL DEFINIR QUEM É O MELHOR INSTRUMENTISTA.
    CADA UM TEM UMA TÉCNICA PRÓPRIA E DESENVOLVIDA CONFORME A SUA ESPECIALIDADE MUSICAL.
    OUTRO DETALHE, UM INSTRUMENTISTA NUNCA É COMPLETO.ESTÁ SEMPRE BUSCANDO DESENVOLVER TÉCNICAS QUE ELE NÃO TEM ,MAS,OUTROS TEM,E ASSIM SUCESSIVAMENTE.
    PORTANTO, QUALIDADES DIFERENTES, ESTARÃO SEMPRE EM DIVERSOS DELES,MAS,NUNCA CONCENTRADOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *